GOOGLE SITE TRANSLATOR

Registre-se em 1 minuto!

PUBLICIDADE

Últimas atividades

Tânia curtiu a postagem no blog AS AGRESSÕES QUE IGNORAMOS de Edite Spiess Stauffer
13 horas atrás
Tânia curtiu a postagem no blog AS AGRESSÕES QUE IGNORAMOS de Edite Spiess Stauffer
13 horas atrás
MARGARIDA MARIA MADRUGA deixou um comentário para Rafael Gomes
"SEJA BEM VINDO RAFAEL!"
14 horas atrás
Posts no blog por Edilza

DIVALDO FRANCO- ESPÍRITOS RETORNAM À TERRA PARA A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA ...

DIVALDO FRANCO- ESPÍRITOS RETORNAM À TERRA PARA A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA ...Vive-se, na terra, o momento da grande transição de mundo de provas e de expiações, para mundo de regeneração. Sendo o ser humano um espírito em processo de crescimento…Ver mais...
ontem
Edite Spiess Stauffer comentou a postagem no blog AS AGRESSÕES QUE IGNORAMOS de Edite Spiess Stauffer
"Agradeço as exibições que essa matéria teve e aos amigos de crupo que curtiram."
ontem
tinajair etinajair curtiu a postagem no blog AS AGRESSÕES QUE IGNORAMOS de Edite Spiess Stauffer
sexta-feira
Edson Luiz Pocahi curtiu a postagem no blog AS AGRESSÕES QUE IGNORAMOS de Edite Spiess Stauffer
sexta-feira
Rafael Gomes é agora um membro de Ignotus Rede Social
sexta-feira
Posts no blog por Edite Spiess Stauffer

AS AGRESSÕES QUE IGNORAMOS

   Muitas vezes, somos vítimas de agressões que nem sempre nos damos conta e que com muita freqüência acontecem entre pais e…Ver mais...
quinta-feira
Edite Spiess Stauffer deixou um comentário para Tiago
"Obrigada Tiago, por ter curtido a minha postagem "O luto"Seja muito bem vindo!Encante-nos com suas postagem também.Paz e Luz!"
quinta-feira
Tânia curtiu a postagem no blog Mensagens de Sergio Mello 90 de Edson Luiz Pocahi
terça-feira
Tânia curtiu a postagem no blog Mensagens de Sergio Mello 90 de Edson Luiz Pocahi
terça-feira

Mensagens de blog

Curta Nossa Página no Facebook

Não lute contra - consuma a mudança através da mudança 

 

 "Consuma a mudança através da mudança" significa que, por exemplo, mesmo que exista apego, não lute contra ele. 

Esteja apegado, mas seja uma testemunha também.

Deixe o apego estar presente; não lute com ele. 

tantra é um processo de não-luta. 

Não lute! 

A frustração chegará, naturalmente; assim, fique frustrado. 

Mas seja uma testemunha também. 

 

Você estava apegado e você era uma testemunha. 

Agora a frustração chegou e você sabia que ela tinha que chegar. 

Agora esteja frustrado, mas seja uma testemunha. 

Então, através do apego, o apego é consumido e através da frustração, a frustração é consumida.

 

Tente isto quando você se sentir miserável. 

Seja miserável; não lute contra. 

Tente isso; é maravilhoso. 

Quando existir miséria e você se sentir miserável, feche suas portas e seja miserável. 

Agora o que você pode fazer? 

 

Você é miserável. 

Agora seja totalmente miserável. 

De repente você se tornará consciente da miséria. 

 

E se você tentar mudá-la, você nunca se tornará consciente, porque seu esforço, sua energia, sua consciência é dirigida em direção à mudança, em direção a como mudar essa miséria. 

 

Então você começa a pensar sobre como ela veio e o que fazer, agora, para mudá-la. 

Então você está perdendo uma experiência muito bela - a própria miséria.

 

Agora você está pensando sobre as causas, e você está pensando sobre as conseqüências, e você está pensando sobre métodos para esquecê-la, para ir para além dela, e você está perdendo a própria miséria, e a miséria está presente e ela pode ser liberadora. Simplesmente não faça nada. Não analise como a miséria é criada; não pense sobre que conseqüências se seguirão. Elas virão; então, você poderá ver mais tarde. Não há pressa. Seja miserável, simplesmente miserável e não tente mudar isso.

 

Tente isso. Veja por quantos minutos você pode permanecer miserável. Você começará a rir da coisa toda; a coisa toda parecerá estúpida porque se você é totalmente miserável, de repente seu centro está além da miséria. Esse centro nunca pode ser miserável, é impossível! 

 

Se você permanecer com a miséria, a miséria se torna um pano de fundo e seu centro que nunca é miserável de repente se ergue; e então você é miserável e você não é miserável: o "igual não-igual". Agora você está consumindo a miséria através da miséria. Este que é o significado. Você não está fazendo nada; você está simplesmente consumindo a miséria através da miséria. A miséria desaparecerá como as nuvens desaparecem; e o céu estará aberto e você estará rindo e você não fez nada. E você não pode fazer nada:tudo o que você puder fazer criará mais confusão e mais miséria.

 

Quem criou essa miséria? Você, e agora você está tentando mudá-la. Isso será pior. Você é o criador da miséria. Você a criou, você é a fonte e agora a própria fonte está tentando... O que você pode fazer? Agora o próprio paciente está se tratando e ele criou a coisa toda! Agora ele está pensando em cirurgia. 

 

Isso é suicídio. Não faça nada. O interior é muito profundo. Você tentou tantas vezes parar a miséria, parar a depressão, parar isso e aquilo e nada aconteceu. 

 

Agora tente isto: não faça nada; permita a miséria estar presente em sua totalidade. Permita-a acontecer em sua total intensidade e permaneça no não-fazer. Apenas esteja com ela e veja o que acontece.

 

Vida é mudança. Mesmo o Himalaia está mudando; assim, sua miséria não pode permanecer imutável. Ela mudará 

por si mesma e você verá que ela está mudando - que ela está desaparecendo e está indo embora e você se sentirá descarregado e você não fez nada.

 

Uma vez que você saiba o segredo, você pode consumir qualquer coisa em si mesma, mas o segredo é ser silencioso, sem fazer nada. A raiva está presente, assim seja, apenas seja. Não faça nada. 

 

Se você puder fazer este tanto, este “não-fazer”, se você puder apenas estar presente - presente, testemunhando, mas sem fazer esforço para mudar alguma coisa, permitindo as coisas terem seu próprio jeito -você consumirá qualquer coisa. 

Você pode consumir qualquer coisa.

 

 Osho, O Livro dos Segredos, V3, # 44

Exibições: 101

© 2019   Criado por Edson Luiz Pocahi.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço