Ignotus Rede Social

    

GOOGLE SITE TRANSLATOR

Registre-se em 1 minuto!

Conheça a evolução dos livros espíritas!

PUBLICIDADE

Últimas atividades

Gilberto T. Da Gama curtiu a postagem no blog A ENERGIA ETÉRICA DA LUZ de Edilza Rossi
ontem
Ícone do perfilInstituto de Arqueologia Dias e FABRÍCIO SANTPER entraram em Ignotus Rede Social
ontem
Posts no blog por Edilza Rossi

A ENERGIA ETÉRICA DA LUZ

A ENERGIA ETÉRICA DA LUZA ENERGIA ETÉRICA DA LUZMensagem de Owen Waters19 de Fevereiro de 2017Quando falamos de…Ver mais...
segunda-feira
vera lucia bomfim curtiram o evento Apometria Teoria e Prática JS GODINHO - de Richard Sena
sábado
Wagner Cabral Bordignon e Viviane Fernandes agora são amigos
sábado
MARGARIDA MARIA MADRUGA deixou um comentário para Bianca
"BEM VINDA BIANCA! Só é lutador quem sabe lutar consigo mesmo. - Carlos Drummond de Andrade"
sábado
Edson Luiz Pocahi curtiu a postagem no blog VOCÊ TEM O PODER de Edilza Rossi
sábado
Edson Luiz Pocahi compartilhou o post do blog de Edilza Rossi em Facebook
sábado
Bianca é agora um membro de Ignotus Rede Social
sábado
FATIMA TEREZINHA CLEMENTE DE OLI curtiu a postagem no blog A Chama Violeta de Solange Cristina Lopes
sexta-feira
MARIA DE FATIMA MONTEIRO HOFFMAN compartilhou o vídeo de Alexandre Sperchi Wahbe em Facebook
17 Fev
MARGARIDA MARIA MADRUGA deixou um comentário para MariaHelena Guerra
"BEM VINDA MARIA HELENA! Quero conhecer os pensamentos de Deus. O resto é detalhe. - Albert Einstein."
16 Fev

CONTATAR PROFISSIONAIS

Quer aparecer aqui? Divulgue o seu trabalho a partir de R$ 0,22 por dia! Clique aqui!

Dúvidas? Entre em contato!

Mensagens de blog

Curta Nossa Página no Facebook

Civilizações Antigas

Civilizações Antigas – As principais civilizações antigas – História da Humanidade – Mistérios das antigas civilizações – Estudo das Antigas Civilizações – Pesquisa Civilizações Antigas

Civilizações Antigas:

As antigas civilizações são muito pesquisadas e exploradas até hoje, e assim será ainda por muitos anos. Afinal, as civilizações antigas fazem parte da nossa história, e há muito ainda para ser entendido e descoberto. Exploraremos no Ignotus as principais civilizações antigas, como o Egito Antigo, os Maias, os Incas, os Astecas, a Pérsia Antiga, a Grécia Antiga, Civilização Romana. Exploraremos em uma viagem no tempo, a história das civilizações antigas, sua estrutura, costumes, religiões, e seus mistérios. São as civilizações antigas estudadas a fundo aqui no Ignotus.

Voltando no tempo das civilizações antigas agora...

Escolha abaixo a sua era, a sua civilização antiga, e vamos juntos nesta incrível jornada ao passado, entender o mundo e a vida de nossos antepassados!

Antigo Egito (História, Sociedade, Geografia, Arquitetura)

As Pirâmides do Egito

A Religião do Antigo Egito

Deuses Egípcios

Os Faraós do Antigo Egito

Mistérios do Egito

 

OBSERVAÇÃO: A pesquisa do Ignotus sobre as civilizações antigas está em andamento, estaremos atualizando periodicamente as informações até o seu término. Portanto, aqui cabe aquela célebre frase de vendedor feliz: volte sempre!

 

Comentar

Você precisa ser um membro de Ignotus Rede Social para adicionar comentários!

Entrar em Ignotus Rede Social

Comentário de Iron Chaves em 12 junho 2016 às 17:54

AULAS DE INTRODUÇÃO AO CONHECIMENTO VÉDICO  Temos certeza que os VEDAS são o mais elevado e perfeito Conhecimento presente na Terra, portanto, aqueles que se dedicam ao seu estudo terão suas vidas positivamente transformadas pela extraordinária potência dessa Sabedoria Infinita.

Comentário de diida santos em 6 novembro 2015 às 1:03

Adoro amo  as civilizações,todas as historias curto deste quando era menina 

Comentário de Edilza Rossi em 17 novembro 2014 às 15:51
Comentário de Edilza Rossi em 17 novembro 2014 às 15:47

OUÇA UMA DAS MÚSICAS MAIS ANTIGAS DO MUNDO COM MAIS DE TRÊS MIL ANOS!


Pode parecer impossível, mas é verdade: Os cientistas da Universidade de Califórnia, em Berkeley, encontraram e decodificaram um conjunto de antigos textos cuneiformes, o resultado foi a recriação de uma peça musical inédita que ficou perdido por milhares de anos e que agora disponível para o público. 
corpo das tabuinhas cuneiformes anciãs, conhecido como texto léxico, foi descoberto pela primeira vez na década de 1950 na antiga cidade  síria de Ugarit. Antes, não se sabia quase nada sobre a música sumério-babilônica, a não ser o tipo de instrumentos musicais utilizados, o que se deduziu a partir deimagens esculpidas e de vestígios arqueológicos encontrados. 
Eram completamente desconhecidas a teoria e a prática do que se considerava uma arte divina, cujo patrono era o deus Enki/Ea, que governava os reinos da magia, da arte e do artesanato.
A tábua contém a letra de um hino a Nikkal, deusa das plantações, e instruções para um cantor, acompanhadas de um sammûm de nove cordas, um tipo de harpa ou lira, ouça:
           
Comentário de Edilza Rossi em 26 outubro 2014 às 16:26

. As pirâmides foram construídas para armazenar grãos

piramides 10
Os europeus medievais acreditavam que as pirâmides eram celeiros descritos no Velho Testamento. O faraó do Egito teria sido perturbado por sonhos em que sete vacas magras devoravam sete vacas gordas e sete espigas murchas de grãos consumiam sete saudáveis. José interpretou os sonhos, dizendo que haveria sete anos de abundância no Egito seguidos por sete anos de fome. Ele aconselhou o Faraó a começar a armazenar o excedente de grãos.

A descrição das pirâmides como “Celeiros de José” vem do século VI, quando foram identificadas como tal por Gregório de Tours em sua “História dos Francos”. A teoria foi mais popularizada por obras como “O Livro de John Mandeville”, um livro de viagens muito popular do século XIV. Uma descrição das pirâmides egípcias como celeiros de José aparece, ainda, em um mosaico do século XII em uma das cúpulas da Basílica de São Marcos, em Veneza (veja a foto acima).

Comentário de Edilza Rossi em 18 outubro 2014 às 13:50
Antigos egípcios fabricavam colares com rochas extraterrestres

Muita gente atribui a construção das pirâmides egípcias a ações de seres extraterrestres, com tecnologias bem mais avançadas do que a da civilização local naquela época. A especulação nunca teve respaldo científico, mas, agora, pesquisadores descobriram que os egípcios faziam colares com fragmentos de materiais vindos do espaço.

O estudo publicado no periódico científico “Journal of Archeological Science” descreve nove miçangas encontradas no ano de 1911 em um assentamento no norte do Egito. Essas peças são formadas pelo que, agora, é conhecido como o ferro de meteorito mais antigo que a humanidade já foi capaz de encontrar.

De acordo com os cientistas, o ferro obtido dessas rochas foi trabalhado com uma técnica muito avançada para a época (3.200 a.C.), que consistia em martelar a peça até que ela se tornasse uma chapa com menos de 1 mm de espessura, podendo, então, ser moldada em pequenos tubos. Depois, esses tubos espaciais eram usados na confecção de colares, junto com outros materiais exóticos ou muito valiosos, como pedras semipreciosas.

De acordo com a notícia publicada pelo jornal espanhol El Mundo, os cientistas perceberam que as miçangas eram especiais ao detectarem a presença do elemento químico germânio, muito característico do ferro encontrado em meteoritos.

Fonte:MegaCurioso
Comentário de Edilza Rossi em 1 outubro 2014 às 14:55

Bebendo história

Depois de passar décadas rastreando bebidas ancestrais, arqueólogo recria cervejas milenares

por Juliana Sayuri

 

Editora Globo
O MESTRE CERVEJEIRO: Patrick McGovern retira de escavações arqueológicas as receitas das bebidas
crédito: Andrew Hetherington/Redux/Latin Stock

O arqueólogo Patrick McGovern passou duas décadas rodando o mundo em busca de cálices sagrados — e encontrou. Em recipientes usados por civilizações antigas para guardar suas cervejas, ele recuperou receitas de até 9 mil anos. Desde 1999, esse Indiana Jones cervejeiro passou a usar o que aprendeu analisando os vestígios das bebidas ancestrais para reconstituí-las com tecnologia moderna — mas ingredientes e fermentação à moda antiga. Dos dados que colheu em escavações surgiram edições limitadas de 5 cervejas fabricadas por civilizações antigas (veja abaixo). 

Como diretor científico do Laboratório Arqueológico Biomolecular do Museu da Universidade da Pensilvânia, Patrick firmou um acordo com a cervejaria Dogfish para criar a linha Ancient Ales, só de cervejas milenares. Entre uma descoberta e outra, ele experimenta as receitas diversas vezes até encontrar a fórmula mais fiel às tradições. “Cada bebida é diferente. É preciso experimentar e fazer muitos ajustes, especialmente naquelas com muitos ingredientes distintos. E degustar nunca é demais”, diz McGovern. Copos do ofício. 

.Editora Globo

Temas relacionados

Comentário de Armelinda Moreira em 1 outubro 2014 às 10:30

Amei, te encontra este sit...

Comentário de Edilza Rossi em 30 setembro 2014 às 15:14

 

1. As múmias animais mais antigas são cães, leões e jumentos, enterradas com os faraós da primeira dinastia – por volta de 2950 a.C. Os egípcios acreditavam que mumificar esses animais de estimação permitiria que seus donos usufruíssem de sua companhia na vida após a morte.

2. Não só os Faraós mumificavam seus animais. Na época de trigésima dinastia (380 – 343 a.C.), um homem chamado Hapymen foi sepultado junto com a múmia de um cão enrolado aos seus pés. E uma gazela cuidadosamente mumificada foi guardada junto ao sarcófago de uma mulher chamada Ankhshepenwepet, enterrada na 25 dinastia (712–664 a.C.).

3. Durante os séculos seguintes, alguns animais de senhores ricos receberiam enterros elaborados. Um sarcófago de gato mostra o animal recebendo oferendas de flores e comida. O caixão foi encomendado pelo Filho do Rei Tithmose, artífice-chefe, durante a vigésima-terceira dinastia (ou mais tardio).

4. É possível que alguns animais de estimação tenham sido mortos quando seus donos morreram.Mas os arqueólogos do Projeto Múmia Animal, ligado à Universidade Americana do Cairo, acham mais provável que eles tenham sido mumificados depois de morte natural.

5. Os egípcios também mumificavam pedaços de animais. Bifes, gansos e patos gordos eram salgados, secos e envolvidos em linho. Era uma forma de garantir provisões para a outra vida.

6. Outros animais foram mumificados por serem representantes de carne e osso dos deuses. Um exemplo é o Touro-Ápis, avatar do deus Ápis. Esse animal sagrado era venerado pelo povo e bem cuidado pelos sacerdotes em Mênfis. Quando morria, a sua essência divina passava para outro touro, mas o corpo era mumificado.

7. O cadáver do Touro-Ápis era depositado em uma mesa de mármore travertino e mumificado em um processo que durava 70 dias – 40 só para secar toda a carne. Durante o funeral, o povo chorava e arrancava os cabelos em sinal de luto, enquanto sacerdotes, oficiais e cantores do templo levavam o corpo para catacumbas destinadas exclusivamente ao animal e seus antecessores sagrados.

8. Dezenas de milhões de múmias animais foram oferecidas aos deuses durante as últimas dinastias e o domínio greco-romano. Criados aos milhares pelos sacerdotes para serem mortos, mumificados e oferecidos, esses animais tinham uma mumificação mais grosseira – às vezes, por exemplo, o corpo era preenchido com areia e lama.

9. Cada deus tinha um animal que o representava. Thoth recebia ofertas de íbis e babuínos; os deuses com aparência de cães Khentiamentu e Wepwawet recebiam múmias de cachorros e chacais; Bast ganhava múmias de gatos – foram suas oferendas que viraram fertilizante na Europa.

10. Arqueólogos da Universidade Americana do Cairo tiraram raios-X de muitas múmias e descobriram que muitos sacerdotes eram corruptos. Havia animais comuns embalsamados como se fossem espécies raras; e as tiras de pano das múmias às vezes eram preenchidas apenas com ossos de animais. Ou areia e lama.

Comentário de Edilza Rossi em 29 setembro 2014 às 14:10
Comentário de Mauro Papaterra Santana em 28 setembro 2014 às 12:56

No que eu puder ajudar é só pedir Edson. Um abraço e um ótimo domingo

Comentário de Edson Luiz Pocahi em 28 setembro 2014 às 11:12

Com certeza Mauro, a gente vai pesquisar outras civilizações e colocando aqui gradualmente, ok? Foram inseridos ontem a sétima, oitava, nona e décima dinastia egípcia na página Antigo Egito. Abraço, um ótimo dia!

Comentário de Mauro Papaterra Santana em 28 setembro 2014 às 9:55

Falar do antigo Egito sem falar nos Sumérios é quase uma heresia, já que os Sumérios foram os precursores das civilizações africanas e europeias, e, até quem sabe de todas as civilizações do nosso planeta.

Comentário de josé henrique soares em 16 março 2014 às 10:20

Gostaria de saber'' tudo'' sobre Suméria..obrigado

Comentário de jéssica cristina bertoldo em 20 outubro 2013 às 1:02

sou apaixonada pelo egito, pelas piramides, pelos faraós. o egito e fascinante, é com certeza minha civilização antiga preferida. 

Comentário de Francesco Andrade em 7 outubro 2013 às 11:07

Ola, oportunamente, estaremos abordando o assunto em matérias especialmente escritas para todos os membros desta comunidade.

Agradecemos o apoio e o interesse na história da humanidade.

Comentário de andreia rocha da silva em 6 outubro 2013 às 23:10

estou adorando pertencer a este grupo.e uma das minhas maiores paixões se da justamente no campo de estudos das civilizações antigas,tenho fascínio principalmente pelos continentes perdidos de atlantida ,e lemuria,.tenho lido algumas psicografias sobre essas civilizações

© 2017   Criado por Edson Luiz Pocahi.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço