GOOGLE SITE TRANSLATOR

Registre-se em 1 minuto!

PUBLICIDADE

Últimas atividades

Elciene Maria Tigre Galindo curtiu a postagem no blog Mensagens de Sergio Mello 21 de Edson Luiz Pocahi
ontem
sonia hedilamar campos curtiu a postagem no blog PORTAL 11:11 de 2018 de Edilza
quarta-feira
sonia hedilamar campos curtiu a postagem no blog PREVISÃO DA ENERGIA DE NOVEMBRO DE 2018 de Edilza
quarta-feira
sonia hedilamar campos curtiu a postagem no blog Mensagens de Sergio Mello 21 de Edson Luiz Pocahi
quarta-feira
Posts no blog por Edilza
quarta-feira
Soeli Maria Moreira curtiu a postagem no blog Mensagens de Sergio Mello 21 de Edson Luiz Pocahi
quarta-feira
Tânia curtiu a postagem no blog Mensagens de Sergio Mello 21 de Edson Luiz Pocahi
quarta-feira
Armelinda Moreira curtiu a postagem no blog PORTAL 11:11 de 2018 de Edilza
quarta-feira
Armelinda Moreira curtiu a postagem no blog PORTAL 11:11 de 2018 de Edilza
quarta-feira
Armelinda Moreira curtiu a postagem no blog PORTAL 11:11 de 2018 de Edilza
quarta-feira
Armelinda Moreira curtiu a postagem no blog PORTAL 11:11 de 2018 de Edilza
quarta-feira
Armelinda Moreira curtiu a postagem no blog PREVISÃO DA ENERGIA DE NOVEMBRO DE 2018 de Edilza
quarta-feira

Mensagens de blog

Curta Nossa Página no Facebook

ENERGIA E VÍCIOS


Eu conheci uma vez alguém que era viciado em compras. Ela gastou milhares de dólares em roupas, sapatos e jóias em suas viagens diárias de compras. Quando ela maximizou seus cartões de crédito, ela conseguiu novos sob diferentes nomes. Seus armários estavam cheios de roupas novas e sem fôlego com etiquetas, e ela ainda comprou mais. Naquela época, ela era chamada de “viciada em compras”, alguém viciado em compras.

O que levou seu comportamento foi uma necessidade profunda e motivadora de atenção, de se sentir especial, amada e valorizada. Qualquer vício é um poderoso impulso para se engajar em comportamentos que não compreendemos ou que não podemos controlar, mas é a combinação de uma necessidade emocional, junto com a dor energética não resolvida das feridas da alma, que cria uma abertura para o comportamento viciante.

Eu sempre ensinei que Soul Wounds no segundo centro de energia, o segundo chakra, cria um potencial para vícios e comportamento aditivo.

Este centro de energia controla nossa criatividade e também determina como nos valorizamos. Quando fomos marginalizados, rejeitados, abandonados ou ignorados pelas pessoas com as quais contamos para construir nossa auto-estima, como pais e membros da família, cria-se um buraco negro emocional que usaremos qualquer meio para preencher.

E se esse buraco negro emocional começa na infância, no momento em que somos adultos, estamos desesperados para criar maneiras de sentir que temos o direito de existir, de sentir valor e de ser validado, transformando nossa energia criativa para preencher nossa realidade. necessidade dolorosa de totalidade emocional.

Quando nossa energia criativa é sequestrada para curar nossos sentimentos de inferioridade, nossa dor se torna um ímã para qualquer coisa que, esperamos, nos ajude a nos sentir melhor. Então, nós terminamos a dor alimentando-a e isso rapidamente se transforma em um vício porque a dor é um poço sem fundo que precisa de uma reposição energética, não de outra refeição.

Viciados não são apenas usuários de drogas, eles são pessoas que procuram qualquer tipo de distração de sua dor e se envolvem em uma variedade de comportamentos como esportes radicais, exercícios, compras, bebidas, dieta, alimentação, trabalho, pílulas e muito mais. O tipo de vício não importa, porque tudo é direcionado para o mesmo objetivo – nós queremos nos sentir completos, completos, sem dor e felizes. Estamos energeticamente incompletos e precisamos consertar o problema de qualquer maneira que pudermos.

As feridas da alma resultam do trauma energético que experimentamos nesta e em outras vidas. Elas são criadas quando vivenciamos circunstâncias desafiadoras da vida, como abandono, traição, perseguição, morte, sentimento de abandono de Deus e de coisas que acontecem conosco e com entes queridos que nos fazem sentir desamparados e impotentes, descontrolados e ineficazes.

Eles têm uma forte assinatura de energia de dor que pode dominar a nossa realidade, de modo que tudo o que fazemos é focado em aliviar a dor, mesmo que por um breve momento. O profundo anseio pela integridade pode nos obrigar a criar uma “falsa congruência”, na qual tentamos preencher as lacunas de alegria com qualquer coisa que pensemos aliviar a dor. O problema é que isso não cura a dor, então precisamos de mais para manter as lacunas preenchidas, é isso que cria vícios.

A menos que entendamos que há uma fonte dessa dor e possamos abordar essa fonte primeiro, qualquer intenção que tenhamos de curar a nós mesmos não funcionará. É como se comprometer com uma dieta e ingerir alimentos saudáveis ​​durante o dia, e depois comer compulsivamente durante a noite, refrigerantes e batatas fritas. A verdadeira fonte de cura é para resolver a ferida da alma e curar as lacunas de energia e, em seguida, podemos liberar os vícios, porque não precisamos mais deles.

Visite nossos canais no youtube:

Luz Das Estrelas

Dafne Lima Luz Das Estrelas

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos:

http://luzdasestrelas.com.br

Tradução e edição: Dafne Lima Equipe Luz Das Estrelas

Texto: Jennifer Hoffman

Exibições: 34

Comentar

Você precisa ser um membro de Ignotus Rede Social para adicionar comentários!

Entrar em Ignotus Rede Social

© 2018   Criado por Edson Luiz Pocahi.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço