GOOGLE SITE TRANSLATOR

Registre-se em 1 minuto!

PUBLICIDADE

Mensagens de blog

Curta Nossa Página no Facebook

Desdobra-te esferográfica e acompanha a velocidade das emoções que estão a nascer e a desenvolver-se dentro de mim.
Sintoniza-te com a fonte que te faz movimentar e não te desvies da tua função, da tua solidariedade, e até cocriadora com a mão que te dá vida.
Tu és o instrumento da minha missão; o reconhecimento das minhas preocupações, transmitidas através das palavras que apelam a novas aberturas que atestam os mais variados sentimentos que se estendem entre o lado racional, o lado emocional e o lado espiritual.
És uma parceira de longa data. Acompanhas-me desde a fase da infância, sem lamentares o seu autor e o conteúdo de palavras que nunca te recusaste escrever nos muitos e muitos cadernos brancos, que foram colocados frente a ti, ao longo de mais de cinquenta anos.
Tens estado sintonizada com o melhor que há em mim, ou seja, com aquela verdade que vem do coração e da alma, disposta a mergulhar na luz da criatividade da escrita, sem a censurares, dando-lhe vida, multiplicada por um vastíssimo horizonte de emoções e sentimentos.
Por isso, o meu texto diário, vai dirigido a ti, como agradecimento por todo o trabalho que me ajudas-te a criar até hoje. Contigo cultivo a verdadeira amizade, reconheço a ferramenta indispensável que és no universo das palavras e até a sabedoria que me projectas quando te decides entrar em acção.
Estou contente com a nossa parceria. Quando te escolhi na infância tive logo a consciência de quem eras e como serias capaz de percorrer comigo esta estrada dos silêncios das palavras que me tens dado tanto, sem me pedires nada em troca.
A nossa ligação tem sido plena: desde o respirar dos pensamentos, originados após silêncios absolutos; a confiança no meu coração e na minha crença; a forma como vejo o mundo e como sonho os momentos e vivo a realidade; a visão como encarno a vida, com as suas nuances de felicidade, formas de sofrimentos e lágrimas que arrefecem a harmonia e o equilíbrio.
Obrigado, mais uma vez, por seres uma amiga inseparável; pela beleza interior que mora dentro de ti e que ilumina os meus caminhos, mesmo quando a escuridão tenta invadir a fonte onde nasce a luminosidade. O meu trabalho aí está, fruto da voz do coração, ao nível da dimensão da imortalidade que há em nós.
Continuaremos o nosso percurso, todos os dias a criar palavras, com a fé que alimenta o amor, que alimenta a verdade e a esperança de termos uma vida, com sabedoria e dignidade.
Luciano Reis
2016-07-18 (Café Memórias)

Fonte: E-mail 

Por: Jorge Bandeira

Exibições: 45

Comentar

Você precisa ser um membro de Ignotus Rede Social para adicionar comentários!

Entrar em Ignotus Rede Social

© 2020   Criado por Edson Luiz Pocahi.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço