GOOGLE SITE TRANSLATOR

Registre-se em 1 minuto!

LANÇAMENTO: Tenha Autoconhecimento e Dinheiro no Bolso!

PUBLICIDADE

Últimas atividades

Edson Luiz Pocahi curtiu a postagem no blog A QUAL MESTRIA VOCÊS ESTÃO SERVINDO? de Edilza
3 horas atrás
Edson Luiz Pocahi curtiu a postagem no blog Todas as curas precisam de compaixão de Edilza
3 horas atrás
Ícone do perfilseiname garibaldi, Jose Solteiro e Ana Cláudia Magalhães Dutra entraram em Ignotus Rede Social
3 horas atrás
Posts no blog por Edilza
17 horas atrás
Marilu Bernardes comentou a postagem no blog Monge mumificado de 200 anos ainda pode estar vivo, diz especialista e médico do Dalai Lama de Edson Luiz Pocahi
"História ou fantasia ?  Surreal ,interessante ,gostei."
ontem
Marilu Bernardes curtiu a postagem no blog Monge mumificado de 200 anos ainda pode estar vivo, diz especialista e médico do Dalai Lama de Edson Luiz Pocahi
ontem
Elciene Maria Tigre Galindo curtiu a postagem no blog OS CANTOS DAS SETE RAIZES CELESTES de Edilza
ontem
silvia dejesus velhinho côrro curtiu a postagem no blog Quanto TEMPO se passa, ENTRE UMA REENCARNAÇÃO e OUTRA ? 50 anos, 70 ou 200 anos ? de Elieth Tavares Castro
ontem
Posts no blog por Edilza
quarta-feira
Valdemar Frederico Schroer curtiu a postagem no blog VOCÊ É MÍSTICO OU ESPIRITUAL? de Edilza
terça-feira
Valdemar Frederico Schroer curtiu a postagem no blog Este dia de Amanda Pimentel
terça-feira
Posts no blog por Edilza
terça-feira

Mensagens de blog

Curta Nossa Página no Facebook

HISTÓRIA: Estranhos objetos são encontrados no templo da Serpente Emplumada, no México

Pesquisadores do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do México fizeram uma descoberta incrível enquanto investigavam câmeras subterrâneas recentemente encontradas sob o templo da Serpente Emplumada, em Teotihuacán. Eles encontraram pelo menos 100 objetos metálicos de ao menos 1800 anos de idade.

Estes objetos, que medem entre quatro e 12 centímetros, estão sendo analisados detalhadamente por pesquisadores do INAH. Até o momento, sabe-se que eles possuem um núcleo de argila e outros materiais orgânicos e que estavam recobertos de pirita, metal que, ao se oxidar, se transforma em jarosita.

De acordo com os especialistas, estes objetos deveriam possuir um formato cilíndrico e existe a hipótese de que tenham sido usados como oferendas. Agora, o túnel será explorado pelo robô Tiáloc II-TC e, graças ao alcance de duas câmeras, os investigadores poderão observar o que está escondido no interior deles. Os cientistas estão animados com a hipótese de que este achado os conduza a algum dos segredos mais bem guardados da história da cultura teotihuacana, como a casa de algum dos seus governantes.

Ao mesmo tempo, os cientistas especulam quais seriam as origens desses estranhos objetos, já que eles são completamente diferentes de outros tipos de oferendas encontradas anteriormente. Alguns pesquisadores, inclusive, arriscam a dizer que estes objetos possam ser provas de que alguma cultura extraterrestre tenha passado pela região.

Fonte: http://www.seuhistory.com

País Origem: USA

Tradução exclusiva para o Ignotus: Edson Luiz Pocahi

Permitida a reprodução deste texto já traduzido, desde que seja mencionada a fonte: " Ignotus Rede Social Esotérica: http://ignotus.com.br ".

Exibições: 975

Comentar

Você precisa ser um membro de Ignotus Rede Social para adicionar comentários!

Entrar em Ignotus Rede Social

Comentário de Roseane Valle em 21 abril 2014 às 23:00

Interessante

Comentário de ROSA HELENA DA SILVA em 14 fevereiro 2014 às 11:14

boa! me trouxe mas um pouco de conhecimentos!

Comentário de Ieldo Galvao Guimaraes em 27 janeiro 2014 às 15:44

Desculpe, mas ninguém cai em "desgraça" nas mãos do Altíssimo. Depois de umas tantas reencarnações  a luxuria e a fornicação perdem a sua força para a Sabedoria, que é o bem maior. Mesmo o maior pecador de todos os tempos um dia retorna a casa do pai.

Ieldo

Comentário de Roseane Valle em 27 janeiro 2014 às 13:32

Muito interessante..grata Edson Luiz Pocahi!

© 2018   Criado por Edson Luiz Pocahi.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço