GOOGLE SITE TRANSLATOR

Registre-se em 1 minuto!

PUBLICIDADE

Últimas atividades

Mensagens de blog

Curta Nossa Página no Facebook

Me sinto um fracassado

 

Recentemente, para realizar um serviço, acabei entrando em vários fóruns espalhados pela web, e entre perguntas de usuários do tipo “Meus pais estão desempregados, preciso arrumar um serviço online, como faço?”, “Meus padrinhos morreram, existe uma maneira de eu ganhar algum dinheiro?” e “Como mudar de equipe no Pokemon Go?”, achei um título interessante, porém triste “Tenho 30 e poucos anos e me sinto um fracassado”.

 

Lendo o breve texto, o usuário cita que já tem 30 e poucos anos e ganha só R$ 1.500,00 líquido. As respostas para esse tópico eram diversas. Alguns “psicólogos” falavam “Não diga isso não! Você é novo ainda, tem mais 30 anos pela frente e pode fazer muita coisa” ou “Não fale assim, você não pode desanimar desse jeito, você tem valor”. Outros usuários tinham outra linha “Tá reclamando do que? Minha mãe é mais velha e ganha só um salário mínimo”, ou “Não pode reclamar, teu salário está acima da média salarial do brasileiro que é de 1300,00”, pesquisando rapidamente dá para se dizer que o salário de 1500,00 líquido está na realidade, na média.

 

Bom, mas qual é motivo de eu estar iniciando meu texto com esses dois parágrafos acima? Simplesmente para mostrar a realidade nua e crua dos nossos jovens de hoje. Não vamos generalizar, mas podemos dizer que a grande maioria dos nossos jovens estão despreparados para a atual era e para a era que está por vir. Infelizmente, o Brasil só vai andar de ré enquanto não priorizar uma coisa: educação.

 

Há muito despreparo educacional, mas também emocional, e isso vem da família. Informação, teoria, isso tem aos montes no mundo de hoje, é bom, claro, mas isso é só uma pequena parte do dito “sucesso”. Em primeiro lugar, ser bem-sucedido ou um fracassado, não tem nada a ver com valor de salário, claro que dinheiro é importante para dar segurança, mas ter sucesso vai muito além disso! O que você ama fazer? Qual a sua maior motivação? Qual trabalho faria até de graça, se pudesse, de tanto que gosta? Essa é a sua missão. Só vai ter sucesso quando fizeres o que gosta, quando se sentir desafiado, quando quiser aprender mais e mais para iniciar um projeto, e a confiança é tanta rumo ao objetivo, que passa por cima de todas as barreiras.

 

Li em uma revista de negócios esses dias, que as grandes empresas quando selecionam trainees, não exigem mais fluência em inglês, mas sim, postura, ética, respeito, paciência, proatividade, criatividade. Não mais conhecimentos técnicos, fartos hoje em dia, mas sim, modos de ser, de agir, uma expressão resume isso que estou falando, e também tem a ver com aqueles jovens dos fóruns do início do texto: inteligência emocional. Os jovens não sabem lidar com as situações a sua volta, com os seus próprios sentimentos, com os problemas que surgem e que surgirão no futuro, pois problemas, todo mundo tem um punhado deles no mínimo.

 

E isso, acaba levando esses jovens (como o nosso irmão do fórum com 30 e poucos anos e fracassado, com suas próprias palavras) que saem da faculdade com tantos sonhos, com tanto aprendizado teórico, com tantos objetivos e metas, em direção às doenças emocionais, como a Ansiedade em Excesso e a Depressão.

 

Se as pessoas fossem mais espiritualizadas, sofreriam menos, pois saberiam que no fim, o que vale é o aprendizado, é o amor que damos e recebemos. A vida passa em um piscar de olhos, e o que temos de concreto, somente, é o momento presente.

 

Um abraço de luz a todos!

 

Edson Luiz Pocahi

http://edsonluizpocahi.net

http://ignotus.com.br/page/serie-vcd

Exibições: 376

Comentar

Você precisa ser um membro de Ignotus Rede Social para adicionar comentários!

Entrar em Ignotus Rede Social

Comentário de FRANCISCO CARLOS B HOLANDA em 13 agosto 2016 às 12:41

Uma ótima reflexão sobre o emocional!

Comentário de Jorge augusto gonçalves bandeira em 12 agosto 2016 às 6:40

O salário minimo em Portugal desde janeiro é de 530€  e sendo eu reformado apenas recebo 272€ mas continuo a viver mesmo que o dinheiro que recebo não chegue e não reclamo nada!

© 2019   Criado por Edson Luiz Pocahi.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço