GOOGLE SITE TRANSLATOR

Registre-se em 1 minuto!

PUBLICIDADE

Últimas atividades

Posts no blog por Edilza
19 horas atrás
Edilza curtiu a postagem no blog A NATUREZA DO MAL de Edilza
ontem
MARGARIDA MARIA MADRUGA comentou a postagem no blog 5 formas de reconectar com seu Eu Superior de Edilza
"Muito obrigada."
ontem
MARGARIDA MARIA MADRUGA curtiu a postagem no blog 5 formas de reconectar com seu Eu Superior de Edilza
ontem
Maria do Socorro Rocha curtiu a postagem no blog A NATUREZA DO MAL de Edilza
ontem
Maria do Socorro Rocha comentou a postagem no blog A NATUREZA DO MAL de Edilza
"Gratidão pelo ensinamento. "
ontem
Maria João Tajú comentou a postagem no blog A NATUREZA DO MAL de Edilza
"Sou imensamente grata! Gratidão profunda!"
ontem
Maria João Tajú curtiu a postagem no blog A NATUREZA DO MAL de Edilza
ontem
MARGARIDA MARIA MADRUGA comentou a postagem no blog A NATUREZA DO MAL de Edilza
"EXCELENTE artigo.Obrigada."
ontem
MARGARIDA MARIA MADRUGA curtiu a postagem no blog A NATUREZA DO MAL de Edilza
ontem
MARGARIDA MARIA MADRUGA curtiu a postagem no blog A NATUREZA DO MAL de Edilza
ontem
tinajair etinajair curtiu a postagem no blog A NATUREZA DO MAL de Edilza
ontem

Mensagens de blog

Curta Nossa Página no Facebook

Todos passeavam à procura de um pequeno e ingênuo menino chamado AMOR.

AMOR andava sempre pela cidade, sem se preocupar com os outros, com as pessoas que andavam ao seu lado ou a que horas voltaria para casa.

AMOR vivia escapando das responsabilidades, tirava muita gente do sério, porque queria sair e se divertir.

AMOR nunca andava sozinho, estava sempre bem acompanhado pelos espíritos doces da alegria de viver. Perfumes nobres das flores, canto dos passarinhos, onde passava deixava a felicidade.

AMOR sempre foi muito simpático e encantador, falava com todos, mesmo não sabendo no que daria, as pessoas parecia ficar enfeitiçadas com as palavras do amor.

AMOR sempre reclamava que diziam que ele não prestava que tinha um coração vagabundo, ou que só fazia os outros sofrerem.
Existiam pessoas que nunca quiseram conhecer o coitadinho do AMOR, tinha muito medo de encontrar ele outra vez.

AMOR sabia que nem sempre levava a alegria à todos, mas ele sabia que não era ruim, e que também era um remedinho pra curar a alma das pessoas..

AMOR se descrevia como aquele cara, mal interpretado que penetra e aniquila corações, um misto de anjo e monstro, de felicidade e sofrimento, que todos sabem que existe, Mas que só alguns têm o privilégio de conhecê-lo…

E você como esta de amor? Bem, então aproveite e faça da sua vida uma felicidade. Se esta procurando o amor, não se apresse ele sempre chega assim devagar… de mansinho e vai ficando no seu coração… Geralmente como ele é simples ele escolhe aqueles dias que você esta menos (os) produzido, e desligado de tudo. Para arrumar o amor que vem de fora, você primeiro precisa arrumar bem antes o amor que mora dentro de você.
AD/

Exibições: 135

Comentar

Você precisa ser um membro de Ignotus Rede Social para adicionar comentários!

Entrar em Ignotus Rede Social

© 2020   Criado por Edson Luiz Pocahi.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço