GOOGLE SITE TRANSLATOR

Registre-se em 1 minuto!

PUBLICIDADE

Mensagens de blog

Curta Nossa Página no Facebook


Curiosa. Intrigante. Assim é a realidade. Uno, único, o universo é plural. A realidade é constituída de infinitos fragmentos. Como a praia se constitui de infinitos grãos de areia. A nós compete harmonizar esses fragmentos do real, que não é único, porém multifacetado. Não basta ser especialista, mesmo contribuindo para o bem-estar da humanidade. É importante também uma visão de conjunto do princípio vital do universo.
Cada pessoa vê o mundo com os olhos que tem. Quem o feio ama, bonito lhe parece. Quem ama o mal, esse mal lhe apetece como um bem. Na verdade, apreendemos determinados aspectos, matizes, detalhes. Sempre sobra espaço, então, para o artista, para o cientista, para o matemático, para o filósofo, para o escritor, para o músico, para o historiador que recolhe fragmentos do passado na tentativa de encadeá-los. O numeral 27, por exemplo, que só existe na nossa cabeça, pode ser lido de várias maneiras: 3X9=27; 26+1=27; 28-1=27; 100-73=27. Na realidade concreta o que existe são 27 unidades disso ou daquilo.
olhos-eyes-universo-espaço-sideral
E o plural não se opõe ao único. Extensão do singular, o plural designa mais de um ser ou um coletivo. Constelação, por exemplo, é um conjunto de estrelas. A mente humana é, assim, um processador de plurais. Tudo isso pode parecer complicado, mas, sem nos darmos conta, é assim que funciona: com o nosso físico, nosso fisiológico, nosso metabolismo, com os objetos de que fazemos uso. A maioria das pessoas não se dá conta de como um automóvel é um emaranhado de sistemas vistos através de painéis de controle. O corpo humano também é uno, singular, porém sua constituição é um plural de múltiplos órgãos, membros, células. Tanto que a medicina vai desde a clínica geral até as especialidades numa pequenina fração desmembrada do nosso corpo, porém integrada nesse universo múltiplo, analítico e sintético, ao mesmo tempo. Viver bem é saber administrar, com os olhos do espírito, a diversidade do mundo.
*O professor Antônio de Oliveira, cronista fascinante, é Mestre em Teologia

Fonte: E-mail

Por: Jorge Bandeira

Exibições: 44

Comentar

Você precisa ser um membro de Ignotus Rede Social para adicionar comentários!

Entrar em Ignotus Rede Social

© 2019   Criado por Edson Luiz Pocahi.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço