GOOGLE SITE TRANSLATOR

Registre-se em 1 minuto!

PUBLICIDADE

Últimas atividades

Mensagens de blog

Curta Nossa Página no Facebook

" A alegria é o antídoto para o medo. O medo surge se você não desfruta a vida. Se você desfruta a vida, o medo desaparece.
Assim, seja positivo e desfrute mais, ria mais, dance mais, cante mais. Torne-se mais e mais jovial e entusiasmado com pequenas coisas, mesmo com coisas muito pequenas. A vida consiste em pequenas coisas, mas, se você puder trazer a qualidade da alegria a pequenas coisas, o total será extraordinário .
Assim, não espere que algo grandioso aconteça. Coisas grandiosas acontecem - não é que não aconteçam - mas não espere que algo grandioso aconteça. Isso só acontece quando você começa a viver coisas pequenas, comuns, do dia-a-dia com uma mente nova, com um frescor novo, com uma vitalidade nova, com um entusiasmo novo. Aos poucos você acumula, e esse acúmulo um dia explode em puro deleite.
Mas você nunca sabe quando acontecerá. Você precisa apenas continuar a coletar conchinhas na praia. A totalidade se torna o grande acontecimento . Quando você apanha uma conchinha, ela é uma só. Quando todas as conchinhas estão juntas, de repente, elas são diamantes. Esse é o milagre da vida.
Há muitas pessoas no mundo que perdem porque estão sempre esperando por algo grandioso . Não pode acontecer. Algo grandioso acontece somente através de pequenas coisas : comendo, tomando o café da manhã, caminhando, tomando banho, conversando com um amigo, sentado sozinho, olhando para o céu, ou deitado em sua cama sem fazer nada. A vida é feita de pequenas coisas. Elas são a verdadeira matéria da vida."
(Osho)

Fonte: E-mail

Por: Jorge Bandeira

Exibições: 754

Comentar

Você precisa ser um membro de Ignotus Rede Social para adicionar comentários!

Entrar em Ignotus Rede Social

Comentário de Ieldo Galvao Guimaraes em 6 maio 2016 às 23:42

“O mundo todo tornou-se agora iluminado e a escuridão chegou ao fim… É impossível descrever a bênção da iluminação incessante… Deus e o Ser estão agora deitados na mesma cama… o mundo todo está preenchido com música divina… Tanto meu interior quanto meu exterior estão repletos de bênção divina...” E finalmente, a mais elevada experiência do místico: “Dei a luz a mim mesmo, e saí do meu próprio útero; todos os meus desejos chegaram ao fim e meu objetivo foi alcançado… todas as coisas desapareceram e se fundiram na unicidade… Eu não vejo nada, e ainda vejo tudo. O 'eu' e 'meu' foram removidos de mim, eu falo sem falar. Eu como sem comer… Não preciso nascer e morrer. Eu sou como sou. Não há nem nome nem forma para mim e estou além da ação e da inação… Adorar a Ti torna-se impossível uma vez que És idêntico à todos os meios de adoração. Se eu quero cantar uma música (em Teu louvor) Tu és aquela música. Se eu toco o címbalo Tu és o címbalo.”

Comentário de Ieldo Galvao Guimaraes em 6 maio 2016 às 23:38

Quando o desejo persegue Deus, Ele se esconde, num lampejo, entretanto, Deus se mostra quando todos os desejos se aquietam”.

Comentário de Ieldo Galvao Guimaraes em 6 maio 2016 às 23:36

A identificação com uma entidade separada, imaginária, independente, deve desaparecer antes que possa haver o despertar, a iluminação ou a liberação.Também o grande Plotino nos fala: “Se um homem vê a ele mesmo tornar-se um com o Um, ele tem em si mesmo a semelhança do Um, e se ele passar por si mesmo como uma imagem por seu arquétipo, ele chegou no fim da sua jornada. Isso pode ser chamado de o voo do solitário para o Solitário.” (Eneadas, VI 9.911)

Comentário de Jorge augusto gonçalves bandeira em 6 maio 2016 às 5:40

Bom dia amado irmão Ieldo Galvao Guimaraes , concordo consigo sim

Comentário de Ieldo Galvao Guimaraes em 4 maio 2016 às 10:41

Nada muda no estado  de ILUMINAÇÃO! tudo permanece o mesmo só que agora iluminado.a vantagem  seria não tropeçar nos móveis. 

sds

Comentário de Ieldo Galvao Guimaraes em 4 maio 2016 às 10:36

De qualquer maneira , gosto de seguir esta norma: 

 "A virtude está no meio" 

A Ética de Aristóteles

A virtude é um meio entre dois vícios.

No meu entender a  ILUMINAÇÃO! é bem simples : Imagine-se num quarto escuro , acenda a luz num click e tudo esta claro .

sds 

Comentário de Jorge augusto gonçalves bandeira em 4 maio 2016 às 10:10

Amado irmão Ieldo Galvao Guimaraes  me desculpe pela minha confusão pois não me percebi bem da palavra colombian|

Comentário de Ieldo Galvao Guimaraes em 2 maio 2016 às 13:50

V. M. Rabolu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notíciaslivros e acadêmico)

Joaquin Enrique Amortegui Valbuena (11 de Outubro de 1926 — 8 de Janeiro de 2000), conhecido como V.M.Rabolu, foi um ocultista colombiano.

Agricultor, conheceu a Gnose através do colombiano Samael Aun Weor. Viajou parte da América Latina como instrutor gnóstico e mais tarde lhe coube dirigir o Movimento Gnóstico Cristão Universal, com a finalidade de lhe dar uma nova ordem e levar o ensinamento adiante. Organizou este movimento em parte da América Latina, além doCanadá, parte da Europa, e Estados Unidos.

Em 1998 escreveu o livro Hercolubus ou Planeta Vermelho, no qual sintetiza suas idéias. Seus ensinamentos continuam sendo praticados em países como BrasilEquador,CanadáChileEl SalvadorEspanhaEstados UnidosFrança , MéxicoPaíses Baixos e Suíça.

Comentário de Ieldo Galvao Guimaraes em 2 maio 2016 às 13:48

Jorge- você confundiu . me referi ao colombiano e não ao OSHO de quem sou fan a tempos,tendo lido todos os livros dele. 

Comentário de Jorge augusto gonçalves bandeira em 2 maio 2016 às 7:40

Amado irmão  Ieldo Galvao Guimaraes  fico admirado de suas palavras sobre Osho quando diz: 
"Não vejo razão para dedicar tempo ao estudo deste personagem Colombiano. Prefiro Socrates, Platão etc."

Você desconhece na verdade nosso amado irmão um ser muito elevado que agora é um Melchizeque enquanto aqueles a quem se refere nem estão no lugar que deveriam estar.

Conhecer os outros é SABEDORIA mas conhecer-se a si mesmo é ILUMINAÇÃO!

Abraço deste irmão

Jorge Bandeira 

© 2019   Criado por Edson Luiz Pocahi.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço