Ignotus Rede Social

    

GOOGLE SITE TRANSLATOR

Registre-se em 1 minuto!

LANÇAMENTO: Tenha Autoconhecimento e Dinheiro no Bolso!

PUBLICIDADE

Últimas atividades

Joselita Maria Gonzaga Monteiro curtiu a postagem no blog 2018 - ANO DA ILUMINAÇÃO de Edilza
3 horas atrás
Joselita Maria Gonzaga Monteiro curtiu a postagem no blog PONTOS DE CULMINAÇÃO - SOL, LUA NOVA, ECLIPSE de Edilza
3 horas atrás
Joselita Maria Gonzaga Monteiro curtiu a postagem no blog SINAIS QUE VOCÊ ESTÁ ENTRANDO NUMA MUDANÇA DE VIDA IMPORTANTE de Edilza
3 horas atrás
MARGARIDA MARIA MADRUGA deixou um comentário para Lucas Batalha
"BEM VINDO LUCAS!Enfim você chegou! Respire fundo. Sorria. Deixe suas preocupações de lado. Entre e sinta-se em casa."
12 horas atrás
Edson Luiz Pocahi curtiu a postagem no blog A CONSCIÊNCIA É ILIMITADA de Edilza
15 horas atrás
Lucas Batalha é agora um membro de Ignotus Rede Social
15 horas atrás
Posts no blog por Edilza

ARCANJO METATRON - 2018 - O ANO À FRENTE

ARCANJO METATRON - 2018 - O ANO À FRENTE2018 - O ANO À FRENTEARCANJO METATRON POR TYBERONN (trechos da mensagem…Ver mais...
17 horas atrás
Maria da Graça Afonso Esteves curtiu a postagem no blog SINAIS QUE VOCÊ ESTÁ ENTRANDO NUMA MUDANÇA DE VIDA IMPORTANTE de Edilza
ontem
Mara do Socorro Rocha compartilhou o post do blog de Edilza em Facebook
ontem
Mara do Socorro Rocha compartilhou a página de Edson Luiz Pocahi em Facebook
ontem
Mara do Socorro Rocha compartilhou o post do blog de Edilza em Facebook
ontem
Posts no blog por Edilza
ontem

Mensagens de blog

Curta Nossa Página no Facebook

VOCÊ JÁ PENSOU EM FAZER UM TREINO PARA A MORTE?

TREINO PARA A MORTE ?

Preocupado com a sobrevivência além do túmulo, você pergunta, espantado, como deveria ser levado a efeito o treinamento de um homem para as surpresas da morte.

A indagação é curiosa e realmente dá que pensar.
Creia, contudo, que, por enquanto, não é muito fácil preparar tecnicamente um companheiro à frente da peregrinação infalível.
Os turistas que procedem da Ásia ou da Europa habilitam futuros viajantes com eficiência, por lhes não faltarem os termos analógicos necessários.
Mas nós, os desencarnados, esbarramos com obstáculos quase intransponíveis.
A rigor, a Religião deve orientar as realizações do espírito, assim como a Ciência dirige todos os assuntos pertinentes à vida material. Entretanto, a Religião, até certo ponto, permanece jungida ao superficialismo do sacerdócio, sem tocar a profundez da alma.
Importa considerar também que a sua consulta, ao invés de ser encaminhada a grandes teólogos da Terra, hoje domiciliados na Espiritualidade, foi endereçada justamente a mim, pobre noticiarista sem méritos para tratar de semelhante inquirição.
Pode acreditar que não obstante achar-me aqui de novo, há quase vinte anos de contado, sinto-me ainda no assombro de um xavante, repentinamente trazido da selva matogrossense para alguma de nossa Universidades, com a obrigação de filiar-se, de inopino, aos mais elevados estudos e às mais complicadas  disciplinas.
Em razão disso, não posso reportar-me senão ao meu próprio ponto de vista, com as deficiências do selvagem surpreendido junto à coroa de Civilização.
Preliminarmente, admito deva referir-me aos nossos antigos maus hábitos. A cristalização  deles, aqui, é uma praga tiranizante.
Comece a renovação de seus costumes pelo prato de cada dia. Diminua gradativamente a volúpia de comer a carne dos animais. O cemitério na barriga é um tormento, depois da  grande transição. O lombo de porco ou o bife de vitela, temperados com sal e pimenta, não  nos situam muito longe dos nossos antepassados, os tamoios e os caiapós, que se devoravam uns aos outros.
Os excitantes largamente ingeridos constituem outra perigosa obsessão. Tenho visto muitas  almas de origem aparentemente primorosa, dispostas a trocar o próprio Céu pelo uísque  aristocrático ou pela nossa cachaça brasileira.
Tanto quanto lhe seja possível, evite os abusos do fumo. Infunde pena a angústia dos desencarnados amantes da nicotina.
Não se renda à tentação dos narcóticos. Por mais aflitivas lhe pareçam as crises do estágio  no corpo, aguente firme os golpes da luta. As vítimas da cocaína, da morfina e dos  barbitúricos demoram-se largo tempo na cela escura da sede e da inércia.
E o sexo? Guarde muito cuidado na preservação do seu equilíbrio emotivo. Temos aqui  muita gente boa carregando consigo o inferno rotulado de “amor”.
Se você possui algum dinheiro ou detêm alguma posse terrestre, não adia doações, caso  esteja realmente inclinado a fazê-las. Grandes homens, que admirávamos no mundo pela  habilidade e poder com que concretizavam importantes negócios, aparecem, junto de nós,  em muitas ocasiões, à maneira de crianças desesperadas por não mais conseguirem  manobrar os talões de cheque.
Em família, observe cautela com testamentos. As doenças fulminatórias chegam de assalto,  e, se a sua papelada não estiver em ordem, você padecerá muitas humilhações, através de  tribunais e cartórios.
Sobretudo, não se apegue demasiado aos laços consanguíneos. Ame sua esposa, seus  filhos e seus parentes com moderação, na certeza de que, um dia, você estará ausente deles  e de que, por isso mesmo, agirão quase sempre em desacordo com a sua vontade, embora  lhe respeitem a memória.
Não se esqueça de que, no estado presente da educação terrestre, se alguns afeiçoados lhe registrarem a presença extraterrena, depois dos funerais, na certa intimá-lo-ão a descer aos infernos, receando-lhe a volta inoportuna.
Se você já possui o tesouro de uma fé religiosa, viva de acordo com os preceitos que abraça.
É horrível a responsabilidade moral de quem já conhece o caminho, sem equilibrar-se dentro  dele.
Faça o bem que puder, sem a preocupação de satisfazer a todos. Convença-se de que se  você não experimenta simpatia por determinadas criaturas, há muita gente que suporta você  com muito esforço.
Por essa razão, em qualquer circunstância, conserve o seu nobre sorriso.
Trabalhe sempre, trabalhe sem cessar.
O serviço é o melhor dissolvente de nossas mágoas.
Ajude-se, através do leal cumprimento de seus deveres.
Quanto ao mais, não se canse nem indague em excesso, porque, com mais tempo ou menos tempo, a morte lhe oferecerá o seu cartão de visita, impondo-lhe ao conhecimento tudo  aquilo que, por agora, não lhe posso dizer.
Fonte: Cartas e Crônicas - Irmão X - Francisco Cândido Xavier

Exibições: 1845

Comentar

Você precisa ser um membro de Ignotus Rede Social para adicionar comentários!

Entrar em Ignotus Rede Social

Comentário de jandira leite titonel em 8 maio 2015 às 7:44

Quantas vezes treinei,mesmo fisicamente,para o momento final.E fiz poesias...

"A Hora Fatal"

Que inveja eu tenho,de ser a atração principal,
sussurros,soluços e choros por mim,
ai de mim,na hora final.
Na noite clara,pela luz da vela,
ser eu a mais bela...
Que inveja que eu tenho,
de ser a atração principal,
de ver o interno do eterno,
no ponto final.
(jandira leite titonel)

Agora entendo perfeitamente que o melhor treino que faço,todos os dias,é amar,fazer o bem e desapegar das coisas boas e más que só nos prendem a essa etapa que temos que percorrer e largar para trás...

Comentário de lourdes carrasco em 8 maio 2015 às 7:12

Na verdade penso isso desde o momento que me deram psicograficamente, entidades de Luz como é a vida pos a morte....no livro: EU ESTAERI À VOSSA ESPERA. Esta editado em portugal, foram alguns para o brasil....

  • A partir dessa altura, comecei a minha modificação interior com muita rapidez....
  • comecei pela caridade, por cortar tudo que eu achava retirar de mim o menos correcto
  • Lá no Astral Superior, disseram que no Ceu, não há relegiões, mas sim boa CONDUTA
  • ASSIM TENHO-ME PREPARADO DE FORMA QUE DEI UM GRANDE SALTO NA EVOLUÇÃO ESPIRITUAL...
  • O QUE ME FALARAM TAMBEM, É QUE O TEMPO AQUI NA TERRA É COMO UMA ESPERA
  • NA PARAGEM DE AUTOCARROS...
Comentário de Ivete Cardoso Carvalho em 8 maio 2015 às 1:06

Gratidão, amor e muita luz! Namastê!

Comentário de ANA MOURA em 15 outubro 2014 às 20:32

Penso sempre nisso... mas está difícil o desligamento de minhas "fraquezas"... 

Tentando estou... JURO !!!

Comentário de Maria Izabel de Castro em 13 outubro 2014 às 17:01

E X C E L E N T E !!!!!  Amei o texto. Quanta verdade !  V A L E U !!!!!

Comentário de Neli Pires de Oliveira em 12 outubro 2014 às 12:33

Ameii!!! Por mostrar-me que estou no caminho certo, apesar das duras lutas interiores!! Obrigada por esse lindo e elucidativo texto, que mais me incentivou a agir e praticar o que estou fazendo!! Luz para esse abençoado espírito!! E a você que o postou!! Deus os ilumine!!

 

Comentário de Rejanne Lins de Avilez Fonseca em 12 outubro 2014 às 12:11

Aqui é um tempo passageiro de expiações.Realmente não devemos nos apegar aos parentes para que quando nós formos embora não haja muito sofrimento. Eu já protegi quem eu tinha que proteger.Hoje eu não tenho mias nada. Só espero a última hora se aproximar e curto o que posso.

Comentário de Naidia Maria Domingues em 12 outubro 2014 às 5:05

Sobretudo, não se apegue demasiado aos laços consanguíneos. Ame sua esposa, seus  filhos e seus parentes com moderação, na certeza de que, um dia, você estará ausente deles  e de que, por isso mesmo, agirão quase sempre em desacordo com a sua vontade, embora  lhe respeitem a memória.

 

Comentário de Nilberto Aiub em 7 janeiro 2014 às 13:49

Também não entendo o porque do tom amedrontador destes posts sobre morte...Medo do que, de quem? Tal qual todas religiões, quando apregoam que só se salvarão os que tiverem fé.  Salvar do que, de quem? Creio que se preparar pra morte é sofrer antecipadamente...fora a neura, né? rs Eu prefiro viver o agora da melhor maneira possível, fazendo o certo...não que eu consiga mas que tento, eu tento!

Comentário de maria aparecida soares em 7 janeiro 2014 às 12:53

Muito bem, trabalho constantemente o desapego, procuro encarar a vida como um aluno que esta a aprender e que a qualquer momento vou ser chamada, para um estágio.

Tudo tem regras a seguir, estamos aqui seguindo mais uma dessas regras, logo teremos que mudar de condição matéria...para espirito, mas nem por isso deixaremos de ser oque somos e continuar aprendendo....

bjs a todos e uma tarde cheinha de paz

© 2018   Criado por Edson Luiz Pocahi.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço